O que causa a acne

As soluções caseiras podem agravar seriamente o estado geral da pele, e em especial das acnéicas.
As glândulas sebáceas secretam as gorduras para criar um manto protetor para a pele. Com aumento na produção dessa gordura, o poro por onde ela deveria chegar a camada externa da pele se obstrui e o que fica retido inflama. Esta alteração é o que chamamos de acne.
O alvo predileto da acne é o adolescente, mas atinge homens e mulheres indiscriminadamente, mas ninguém está isento de passar por este tipo de problema.


CAUSAS:
As causas da acne são as mais variadas e o primeiro passo a ser tomado é procurar um profissional da área de saúde (esteticista ou dermatologista). Após anamnese e algumas informações básicas sobre a história familiar, hábitos alimentares, entre outros, poderão ser detectadas as causas.

Um simples creme, as deficiências hormonais e os fatores hereditários podem causar o problema da acne.


CONFIRA:
  • Fatores hereditários: existem famílias inteiras de acnéicos. Nestes casos, a partir de 10 anos é possível prever o aparecimento da acne.
  • Desequilíbrio Hormonal: É na puberdade que o adolescente tem os seus hormônios sexuais estimulados e com a ativação dos hormônios masculinos ocorre uma reação nas glândulas sebáceas, propiciando o aparecimento da acne.
  • Ovários: ocorre nas mulheres portadoras de uma disfunção que não transforma o hormonio masculino (andrógeno) em feminino (estrógeno). Além disso, essas pacientes além da acne podem ter problemas de obesidade, aumento de pelos e irregularidades menstruais.
  • Uso de cosméticos: os produtos gordurosos ou oleosos (como as bases e cremes hidratantes, por exemplo) podem trazer acne até para quem nunca teve este tipo de doença, nem na adolescência.
  • Medicamentos: remédios como cortisona, os barbitúricos, xaropes à base de iodo ou bromo podem ter efeito colateral e formar a acne. Se o uso for imprescindível, recomenda-se um tratamento dermatológico paralelo.
  • Alimentação: Evitem alimentos gordurosos, condimentos e produtos industrializados, pois estão ligados ao surgimento da acne. Durante a digestão dos alimentos, suas toxinas são eliminadas pela pele, favorecendo o surgimento de novas (acnes) ou o agravando as já existentes. Uma dieta alimentar adequada é essencial e deve ser rica em "fibras", sem excesso de gorduras, açúcares e carboitrados. Deve-se também, beber muita água, assim como evitar refrigerantes e bebidas alcoólicas.

TRATAMENTO:

A acne não tem cura, mas é uma doença que pode ser controlada. O tratamento varia de acordo com o paciente e o tipo de acne. As formas mais utilizadas de tratamento são à base de antibióticos orais ou tópicos para os casos mais graves indicados por dermatologistas, medicamentos que ressecam a pele, peróxido de benzila, vitamina "A" ácida oral (para casos gravíssimos), entre outros. Além disso, a persistência é tudo em termos de tratamento.

CUIDADOS:

As pessoas portadoras da acne devem tomar alguns cuidados que de alguma forma contribuem para a melhora deste problema. Os principais cuidados são: higiene da pele, resistência aos maus hábitos, sol e alimentação.

  1. Higiene da Pele: o mais correto é seguir as instruções do dermatologista ou esteticista que acompanha o tratamento. Mas é prudente lembrar que os cuidados com a higiene da pele são fundamentais. Neste caso, a pele deve receber sabonetes especiais, emulsões ou leite de limpeza específicos. Outro aspecto importante é com relação ao uso de loções alcoólicas que retiram a oleosidade natural da pele, desidratando-a.
  2. Resistência aos maus hábitos: espremer e cutucar cravos e espinhas são flagelo para a pele. As mãos podem estar sujas e contaminar as espinhas, deixando marcas.
  3. Uso do Sol: o sol causa um espessamento da pele ao mesmo tempo em que faz as glândulas sebáceas trabalharem mais, embora as pessoas pensem que seu efeito é benéfico.
  4. Alimentação: alimentos com muita gordura, iodo, vitamina B12 refletirão na sua pele, cabelos, etc. Isto não significa que se deva abolir este tipo de alimentação. Equilíbrio e moderação devem ser recomendados. O chocolate, por exemplo, pode ser consumido com moderação.
  5. Stress: para o tratamento dar resultado, antes você tem que estar livre do stress. O nervosismo, a ansiedade e desânimo não combinam com uma pele saudável.
  6. Limpeza de pele: a limpeza só deve ser feita por especialistas e sob recomendação médica do seu dermatologista.

CONSELHO: "As pessoas devem estar atentas ao problema, seguir uma alimentação adequada, manter como propósito o cuidado com a pele, e estarem conscientes que o tratamento é longo, mas que os resultados, havendo persistência serão satisfatórios. Atualmente, a estética e a medicina evoluiram muito em termos de tratamento para acne, seja com relação aos novos medicamentos como também quanto as formas de tratamento. Não dê ouvido a qualquer pessoa e não tente se automedicar. Procure sempre orientação de profissionais da área de saúde"

2 comentários:

Thiago P disse...

Olá, acompanho o seu blog e tenho gostado muito do que ando lendo por aqui. Gostaria de tirar uma dúvida: Tenho 23 anos, e nos últimos dois anos, tenho tido problemas com espinhas internas... já fi um tratamento com um dermatologista, mas não deu tão certo, já que mesmo tendo melhorado por um tempo, o problema agora retornou. Queria saber sobre a limpeza de pele... ela realmente ajuda a evitar o aparecimento de espinhas? Se sim, com que freqüência eu deveria fazê-la?

Muito obrigado :)

Consultora Educacional disse...

Gosto muito dos artigos de ótima qualidade do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver nosso Curso de Informática Online. Daienne.

Estética em Notícias

TEMPO